Vencer é uma obrigação

 

Matéria do site: https://medium.com – Por Mariana Bello

Vencer é uma obrigação.

O que é vencer?

Algumas pessoas atribuem a palavra a derrotar alguém. Outras atribuem a conquistar algum pertence luxuoso de valor. Para este homem, vencer não apenas uma forma de superação. É resistência.

Carlos Roberto Oliveira, agora apelidado de Carlão começou a competir no Paradesporto, em 1986. A poliomelite que comprometeu 100% sua perna direita e 30% a esquerda, mas isso não atrapalhou sua dedicação aos esportes. Pelo contrário, foi um dos elementos que o motivou a se tonar um grande campeão.

“Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer.” — Mahatma Gandhi

Resistência também é a base do atletismo, esporte praticado pelo atleta, que após praticar basquete para cadeirantes e natação em mar aberto, encontrou a modalidade favorita: a maratona em cadeira de rodas. Carlão tem mais de 32 conquistas nacionais e internacionais. Multicampeão em Porto Alegre, campeão em Nova York , Miami, Japão e colecionador de títulosem diversas cidades brasileiras. Carlão ainda não se considera um vencedor por completo, masse sente honrado em inspirar outras pessoas com deficiência que ainda não conseguiram “se enxergar plenamente”, segundo ele.

“Esse sujeito (que não aceita sua deficiência) ainda não se conheceu. Ainda não olhou para si mesmo.” — afirma Carlão.

 Segundo o Censo de 2010, 13,2 milhões de pessoas afirmaram ter deficiência motora, o que equivale a 7% dos brasileiros. A deficiência motora severa foi declarada por mais de 4,4 milhões de pessoas. Destas, mais de 734,4 mil disseram não conseguir caminhar ou subir escadas de modo algum e mais de 3,6 milhões informaram ter grande dificuldade de locomoção.

“Eu sou muito militante pelos direitos das pessoas com deficiência. Se eu pudesse fazer um pedido, seria mais facilidade para cadeirantes se locomoverem em Porto Alegre. Nós somos fortes e nos superamos a cada dia. Eu venço a mim mesmo porque vencer é o que me move. É a minha obrigação.” — diz Carlão.

Para conferir a entrevista com Carlão, acesse o vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *